Poemas :  Ridiculamente
Eu queria algo romântico:
um poema de amor,
uma cartinha ridícula,
como bem disse Fernando*

Eu queria estar amando
e comendo na mão do meu amor,
sem nenhuma preocupação
de rimar amor e dor.

Se este amor estivesse doendo,
mas eu estivesse gostando,
tudo acabaria rimando.

Sem a preocupação da rima,
ou de ser uma obra prima,
o amor nos bota pra cima.

*Fernando Pessoa

A.J. Cardiais
03.01.2016
Poeta

Poemas :  Falando de amor
Por que não falar de amor,
se a dor que estou sentindo
e que está me consumindo
é justamente essa dor?

Por que não falar de amor,
se toda a humanidade
destrói-se, na verdade,
por falta de amor?

Por amor nós nascemos.
Com amor, nós crescemos,
construímos, evoluímos,
doamos, distribuímos...

Sem amor,
nós só destruímos,
nós morremos...

A.J. Cardiais
Poeta

Poemas :  À noite
Oh noite...
"Inverna-me" mais;
Encharca-me mais e mais,
de amor.

Oh noite...
Em seu silêncio,
em sua escuridão,
oculte o meu tormento,
encubra a minha paixão.

Não quero ser
demasiado piegas...
Mas como não ser,
se agora estou?

Noite,
quando você for,
leve com você
a minha dor.

A.J. Cardiais
10.08.1989
Poeta

Sonetos :  Falando de amor - 2
Preciso falar de amor...
Preciso soltar esta dor
que agora sinto,
por causa dele: o amor.

O amor é bom e ruim,
mas não deveria ser assim.
Às vezes, quando ele acontece,
a gente entristece.

Infelizmente o amor
rima com dor...
Será isso uma provocação?

O amor não é uma ilusão...
O amor é um invasor,
que ocupa nosso coração.

A.J. Cardiais
12.07.2019
Poeta

Sonetos :  Ridiculamente
Eu queria algo romântico:
um poema de amor,
uma cartinha ridícula,
como bem disse Fernando.*

Eu queria estar amando
e comendo na mão do meu amor,
sem nenhuma preocupação
de rimar amor e dor.

Se este amor estivesse doendo,
mas eu estivesse gostando,
tudo acabaria rimando.

Sem a preocupação da rima,
ou de ser uma obra prima,
o amor nos bota pra cima.

A.J. Cardiais
03.01.2016

*Fernando Pessoa
Em: Todas as cartas de amor são ridículas
Poeta

Poemas :  Amor errado
Quando você ama
a pessoa errada,
é como seguir uma estrada
que vai dar na lama...

Se você "se embrenhar",
e fizer tudo por amor,
saiba que só a dor
irá lhe acompanhar.

A.J. Cardiais
25.08.2017
Poeta

Poemas :  Amar é um vício
Não sei se é carência,
castigo ou falta de juízo...
Ninguém tem o domínio de nada.

O amor que nos conduz,
é uma estrada,
que ninguém sabe
onde vai dar.

Pode ser asfaltada,
de barro, de pedras... Sem fim.
O amor é bom ou ruim.
Cada um é que sabe sua dor.

Eu sei,
pois do amor e da paixão,
eu já provei.
Continuo amando e amarei.

Se ficar sem amor, morrerei.
Pois amar é um vício,
que sempre terei.

A.J. Cardiais
Poeta

Sonetos :  Ela & eu
Ela pensa no amor...
Eu não sei o que penso,
pois vivo num tormento,
para não rimar com dor.

Ela pensa, e diz.
Eu penso, e reflito:
este amor tão bonito,
não vai me fazer infeliz.

Ela é jovem demais,
e eu já sou bem vivido.
Isso tira minha paz.

Porém não dou ouvidos
às coisas que o amor faz.
Agora amor, estou resolvido:

Eu quero é mais!

A.J. Cardiais
Poeta

Poemas :  Dor e reflexão
A dor que nos vem,
e que achamos que é do nada,
às vezes é do além.
Então temos que seguir
a nossa estrada,
vivendo o agora e o outrora.
Porque haverá uma hora
em que tudo nos será cobrado.

Nesse caminho enlameado
da vida, tudo rima...
Tudo está entrelaçado:
o passado não passa,
fica ao lado...

Cobrando sua falta de atenção,
sua falta de educação
e de sentimento...
Toda dor espera um momento
de reflexão.

A.J. Cardiais
13.07.2007
Poeta

Sonetos :  O calcanhar de Aquiles
Ter sucesso é encontrar
o "calcanhar de Aquiles".
E o calcanhar é o amor.
O amor de qualquer forma:

O amor fora da norma,
o amor cheio de dor,
o que não se conforma,
o que não dá valor...

O que não se explica,
o que se complica...
Enfim, o amor vario.

É o amor que dá emoção.
Quando ele entra no coração,
a gente diz: puta que pariu!

A.J. Cardiais
08.07.2016
Poeta