AJCardiais

Poemas, frases y mensajes de AJCardiais

Selección de poemas, frases y mensajes mais populares de AJCardiais

A.J. Cardiais é o pseudônimo de Antonio Jorge, nascido em Salvador-Bahia. A.J. Cardiais abandonou a Faculdade de Letras, por “incompatibilidade de gênios” (a genialidade dos mestres não era compatível com a dele).

Precisa-se de um amor

Precisa-se de um amor
Precisa-se de um amor...
De um amor de verdade.
Desses que a felicidade
está sempre enamorada.

Precisa-se de um amor
que tenha muita compreensão.
Desses que a união
é uma coisa sagrada.

Precisa-se de um amor
que saiba dar e receber,
e nunca deixe a libido morrer.

Precisa-se de um amor
que saiba contornar a dor
e que, a cada dia,

faça o amor renascer.

A.J. Cardiais
imagem: google

Tabaréu

Gosto de usar um véu
para proteger-me da vaidade.
Sou um tabaréu
que acha que a felicidade
não está nesse mundaréu
(sem nenhuma necessidade),
que esta sociedade
tanto faz questão.

A felicidade está no coração
de quem tem amor.
Não precisa ser poeta ou doutor,
para ser feliz.

Tem muita gente famosa
que não é feliz,
porque não sabe o que diz
a simplicidade da rosa.

A.J. Cardiais
16.09.2011

Paisagem

O sol está brindando a tarde.
O verde se assanha com o vento.

O meu pensamento
invade a paisagem,
à procura de um poema.

A.J. Cardiais

Faz de Conta

Faz de Conta
Faz de conta
Que alguém tem que vencer
Para não ficar os dois perdidos,
Para não ficar os dois vencidos...

Se você está bem,
Então siga o seu caminho...
Deixe-me aqui, sozinho,
Enfrentando minha realidade.

Deixe-me sentir saudade.
Não posso ficar como seu amigo
Pois corro o perigo

De nunca me libertar.
Vá... Vá viver, vá amar...
Deixe as lembranças comigo.

A. J. Cardiais

Minha Solidão

Minha Solidão
Minha solidão não quer compartilhar
de companhias vazias,
só para encher o lugar...

Minha solidão se incomoda
quando está numa roda vazia.
Ela sempre tem companhia:

Está com a imaginação,
está com a poesia,
está com meus “invisíveis”,
está com coisas impossíveis
de qualquer um entender...

Minha solidão, quando vem me ver,
vem para conversar comigo...
Quem tem uma solidão compreensiva,
não se sujeita a “amizade” nociva.

AJ Cardiais

imagem: google

Pregando uma vida simples

Pregando uma vida simples
Vivo pregando uma vida simples,
porque vivo uma vida simples.
Mas eu levo uma vantagem enorme
sobre os outros mortais:
A minha vida é cheia de poesia.

Então eu tenho o sol,
tenho a lua, tenho o vento...
Tenho esse céu imenso
que me faz viajar.

Quando a coisa “está braba”,
eu consigo sonhar.
Quando quero respirar,
sento-me para escrever.

É... A minha vida
não é tão simples assim,
não é mesmo?
Vou parar de pregar
esta “besteira”.

A.J. Cardiais
imagem: a.j. cardiais

A vida é uma estrada

A vida é uma estrada
Dizem que a vida é um aprendizado.
E quem não aprende por bem,
aprende forçado.
Analise a vida por você:
quantas coisas você teve que sofrer,
para aprender?

Quantas lições você repetiu?
Quantas vezes você quis ir
por um caminho,
mas foi obrigado a seguir
por outro, cheio de espinhos?

Nós não estamos sozinhos...
Nós temos companhia.
A vida é uma poesia
cheia de metáforas:
nem sempre quem tem (dinheiro)
que dizer que “está bem”.

Você olha e não vê ninguém...
Você não enxerga nada
nessa estrada
às vezes esburacada,
às vezes asfaltada,
às vezes enlameada...

Você não sabe de nada
sobre essa estrada
que é a vida.

A.J. Cardiais
imagem: google

Hora do poeta

Hora do poeta
Dos poetas famosos,
eu quero ler,
o que não sei
escrever...

Faço o que faço,
sem saber...
Isto me dá um poder
de inocente.

A.J. Cardiais
18.12.2014

Capa de poeta

Capa de poeta
A minha capa de poeta
não me protege
do frio do medo...
Antes, revela meu segredo.

A minha capa não me cobre...
Antes, não quer que eu me dobre
a certas situações da vida.
A minha capa é indefinida:

Não é capa, é cruz.
Não é sombra, é luz.
Não é nada e sendo...

E, em cima ou
embaixo da capa,
eu vou vivendo.

A.J. Cardiais
imagem: google

Para esquecer você

Não posso esquecer você,
enquanto o tempo não me trouxer
um outro amor...

Enquanto isso não acontece,
vou fingindo que amo a vida,
para ver se a dor me esquece.

A.J. Cardiais
12.04.2011

Poesia, pobre poesia

Poesia, pobre poesia
A poesia, financeiramente,
é a parente pobre das artes.
Mas, artisticamente,
é a mais rica de todas elas.

Afinal a poesia contribui
para todas as artes.
Todas elas, quando belas,
são chamadas de poesia...

Mas a poesia tem a mania
de ver beleza na pobreza.
Então ela não pode
ficar ostentando riqueza.

A.J. Cardiais
imagem: a.j. cardiais

O sentido lúdico da vida

O sentido lúdico da vida
A vida é um jogo,
ou uma brincadeira.
A vida é uma bandeira
exposta ao tempo.

A vida é um movimento
de rotação e translação:
tudo influencia,
tudo sentencia...

A vida é uma poesia.
Que beleza...
E, para minha alegria,
ou minha tristeza,
nasci poeta.

A.J. Cardiais
imagem: google

O Relógio e o Coração

O relógio e o coração
Fazem uma canção resumida:
Tic, tac, tum – tic, tac, tum...
Se um parar, perdemos a hora.
Se o outro parar, perdemos a vida.

A.J. Cardiais
19.08.2011

Loucura da Literatura

Loucura da Literatura
Deixo a minha loucura
no seio da literatura.
Tanto mata, quanto cura.
Tanto corta, como fura.

Deixo a minha loucura
dentro da envergadura.
Quem passa, perde e procura.
Quem acha, reza e jura.

Deixo a literatura
no meio desta aventura:
“Água mole em pedra dura
tanto bate até que fura”

A.J. Cardiais
imagem: google

Poluidor De Ideias

Poluidor De Ideias
Sou só um poeta às avessas
descontrolando-me
no tempero das letras,
pondo mais sal
ou mais pimenta.

Sou mais um perdido
que a poesia sustenta,
e vive arrotando
que é poeta.

Sou mais um trabalhador
de sonhos,um idealizador
de nadas,
uma chaminé de palavras.

Sou só um poluidor
dos olhos e das mentes
para quem não gosta
de ler, nem de pensar.

AJ Cardiais

imagem: google

Faz de conta

Faz de conta
Faz de conta que alguém tem que vencer,
para não ficar os dois perdidos;
para não ficar os dois vencidos.

Se você está bem,
então siga o seu caminho...
Deixe-me aqui, sozinho,
enfrentando minha realidade.

Deixe-me sentir saudade.
Não posso ficar como seu amigo,
pois corro o perigo
de nunca me libertar.

Vá... Vá viver, vá amar...
Deixe as lembranças comigo.

A.J. Cardiais
imagem: google

Amigos virtuais

Amigos virtuais
Na era da tecnologia,
os amigos tornaram-se virtuais.
Você cria um vínculo virtual
e se torna uma coisa natural.

O sentimento é o mesmo...
É a mesma emoção.
Não precisa pegar mão na mão.
As palavras falam.

As palavras exprimem
os sentimentos...
Quem engana virtualmente,
enganaria também
se estivesse frente a frente...

Amigos virtuais...
Estes sim,
são amigos de palavras,
e nada mais...

A.J. Cardiais
imagem: google

Sonho de amor

Sonho de amor
Ai quem dera
que o amor
fosse só primavera...

Com suas flores expostas
a um sol leve,
a uma chuva breve,
só para refrescar...

E que depois o amor
se transformasse em outono.
Cheio de frutos maduros,
para nos alimentar...

Viveríamos só de amor...
Mas, vale a pena sonhar.

A.J. Cardiais

Um dilema

Um dilema
Estou aqui reclamando da minha "vidinha",
enquanto tem alguém por aí que,
se tivesse uma vida igual à minha,
se sentiria feliz...

Isto é um poema?
Não sei...
Para mim é um dilema.

A.J. Cardiais
03.03.2010

A falta de amor

A falta de amor
Não sei se a noite esfriou,
ou se é a falta de amor
que está me congelando.
Não consigo nem sonhar...

Sinto-me perdido,
preciso me encontrar...
Mas como me encontrar,
nessa escuridão?

A falta de amor
deixa a mente turva...
A felicidade vai aonde
o vento faz a curva,
e sopra para o deserto...

E você tão perto,
não consegue escutar
o meu coração.

A.J. Cardiais
06.09.2010
imagem: google

Um poeta, um sonhador, um buscador, um hippie, um Anarquista... Sei lá! Um vagabundo, tentando melhorar o mundo.[img align=left width=50]http://3.bp.blogspot.com/-u8ZytXffUNs/Uj13C3kUoII/AAAAAAAAEmI/xuxmEOILfjA/s150/logotipo%2Bcoruja.jpg[/img]